Notícias

Aplicativos como Tinder podem estar aumentando número de casos de DSTs

Hospital São Francisco em 13/07/2015 às 14h17
888

Novos estudos mostram que o uso disseminado de aplicativos como Tinder e Grindr podem estar aumentando o número de casos de DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) como aids, sífilis e gonorreia. O médico Jairo Bouer comenta os riscos que encontros instantâneos podem oferecer e que proteção é fundamental.

Assista: http://bit.ly/1GhnRN0

 

Fonte: Uol Saúde